sexta-feira, 21 de abril de 2017

Bone #55 (2004)

Sempre quando começamos uma série, nosso intuito é finalizar ela. É o lógico. Entretanto, durante algum tempo costumávamos iniciar vários títulos sem ter a noção de que realmente seria possível finaliza-los. Remodelamos nossa filosofia e passamos a produzir um número menor de títulos de acordo com a nossa limitada capacidade de produção (e minha preguiça). Dentre os vários títulos que se perderam nessa remodelagem Bone foi um dos que permaneceram como meta do nosso grupo.

É uma série bastante importante para os Batutinhas, começamos a traduzir as edições de Bone 6 anos atrás, em 2011, a partir do número #33, uma vez que as 32 edições anteriores tinham sido de scans feitas pelo antigo fórum FARRA. Fizemos outros especiais, como os de Natal e as mini-comics dessa série. Por incrível que pareça, quando nossa equipe começou esse projeto, encabeçado pelo Garra, pensava ele que era apenas uma HQ divertida de comédia, com criaturinhas bonitinhas, uma fábula bem cara infantil, super batutinha. Mas depois de algumas edições as coisas começaram a tomar um rumo de uma aventura mais violenta e uma linguagem mais adulta. Esse amadurecimento da série também acompanhou nossa visão do grupo, não estávamos apenas interessados em histórias simples, inocentes e puritanas demais... procurávamos quadrinhos que abordassem todos esses elementos, mas que navegassem por outros caminhos, que fugissem do senso comum, que surpreendessem. E Bone é tudo isso, é um quadrinho inovador, que te prende, que te fascina e te entretém. Em uma entrevista, Jeff Smith confessou que suas inspirações para Bone vieram da vontade de fazer uma HQ que misturasse obras épicas como Moby Dick, Senhor dos Anéis, Odisseia, etc, com personagens ao estilo Tio Patinhas, Pato Donald e Asterix. Essa fórmula deu certo, e Bone, que começou a ser publicado no início da década de 1990, até hoje é considerado um dos títulos de quadrinhos independentes mais importantes da história, justamente em uma época em que o gênero de super-heróis estava em decadência criativa. Isso rendeu inúmeras premiações a Jeff Smith, e sua obra passou a ser conhecida mundialmente.

A importância desse lançamento ainda transcende ao fato de que no Brasil, infelizmente, essa série até hoje não foi publicada integralmente. Na verdade, esta era outra grande motivação para continuarmos insistindo em produzir esse quadrinho. Demorou, mas aqui está, a última edição, inédita em português, de Bone...
Bem vindos a Boneville....

https://mega.nz/#!7k031AjR!bVcXVnOCtAmfOAagsSDY2kzJZ_QuwXmVm_QCDhNTp10
Tradução: Ichigo
Revisão: Mc
Letras: Garra
2 Pitacos
Pitacos

2 Pitacos:

Rodrigo Maximino disse...

Parabéns e mto obrigado pelo grande trabalho.

Jeferson disse...

Muito, mas MUITO obrigado e parabéns por toda essa série.

Postar um comentário