terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

A Patada: A Arte de Bone

Jeff Smith em 1991, quando saiu da universidade, resolveu criar sua própria editora de quadrinhos independentes, a Character Builders Animation Studio, para finalmente lançar uma obra chamada Bone. Um início inusitado, perigoso e questionável, mas que rendeu a todos a possibilidade de ver um dos melhores quadrinhos já lançados no planeta. A série aclamada pela crítica ganhou incríveis 10 prêmios Eisner e 11 Harvey Awards. Em 2005, o seu encadernado de 1342 páginas foi considerada pela revista Time uma das 10 melhores graphic novels já escritas em idioma Inglês.
O que essa história tem de especial? Trata-se de uma trama em que os primos Fone Bone, Phoney Bone e Smiley Bone, depois de serem explusos de sua cidade natal Boneville, são levados a inúmeras aventuras por um vale misterioso cheio de criaturas até então inimagináveis para eles, como as criaturas ratazanas, os animais e insetos falantes, os dragões, e os humanos.
O humor sempre é uma sacada maestral nas HQ's de Bone. Você começa lendo já com um sorriso na cara, a evolução do enredo te carrega como uma folha ao vento e você se entrosa até que se vê presencialmente assistindo a cena. A HQ número 10 da corridas das vacas é talvez a obra mais espetacular em termos de humor nessa perspectiva que citei.
Quando se fala de Boneville e da cultura dos Bone fica bem claro a conteporaneidade tecnológica dessa cidade. Phoney é um Bone rico que carrega notas de dólares (inúteis na Vila de Barrelhaven), Fone Bone anda pra lá e pra cá com um livro de Moby Dick em sua mochila, e Smiley refere-se a presença de estátua, reatores nucleares e um CornDogHut™. Em contrapartida, a Vale é retratado como algo medieval, a julgar pelo seu estilo de vida, uso de um sistema de troca, armas e modos de transporte, além de Phoney sempre chamar seus habitantes de "caipiras".
É um quadrinho inteligente, explora os elementos de literatura, da aventura, do mistério, da ação e do suspense. Vocabulário rico, e quando é necessário explorar um dito popular, nisso Bone também é fenomenal.
Leia mais de uma vez e se deleite, compre os quadrinhos de Bone, fascine-se, tenha em mãos o que a nona arte tem de melhor a oferecer.


Nota: Abaixo, as 32 edições de Bone feitas pelo FARRA e reorganizadas tal qual as edições originais, destaque aqui, a edição 13,5. A equipe Batutinhas pretende dar continuação a essa série como um de seus projetos.

Pasta de Links: http://www.mediafire.com/?flpsuurd5sj1c

10 Pitacos
Pitacos

10 Pitacos:

Hromeu disse...

Bone é uma das melhores séries de quadrinhos de todos os tempos !
Lembro de aguardar ansiosamente pelas novas edições traduzidas no FARRA, que eram feitas pelo Alugok. O mais legal é que ele fazia as traduções para que a filhinha dele lesse as histórias !!!!

Pois não é que graças a filha dele e agora ao Batutinhas eu e outros leitores en=stamos tendo acesso a essa magistral série ?
Que novas traduções venham em breve !

Hromeu disse...

Ah... está faltando a edição # 24

McMiller disse...

Valeu Hromeu. A edição 24 está aí na postagem. Quaisquer erros, ou troca de edições ou até na formatação, por favor nos avisem.

Roberto disse...

A 18 sumiu...

Volca disse...

O alugok traduziu até a 33 (eu tinha, mas meu hd externo pifou)

McMiller disse...

A 18 está aí normal. Essa edição 33 eu não achei Volca.

Anônimo disse...

pessoal , o link da 19 tá quebrado...

McMiller disse...

Recolocado, depois melhorarei esse post. Imagens quebradas.

Garra das Trevas disse...

links off ¬¬ reponha esses e todos relacionado ao bone, please \o :p ja reupei o v2 de usagi ja ta todo online na SQ :/

McMiller disse...

pronto, tai!

Postar um comentário